Páginas

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Me Thinks #7: A Court of Thorns and Roses

Título: A Court of Thorns and Roses
Autora: Sarah J. Maas
Ano / Páginas: 2015 /380
Descrição aqui



Hoje venho falar-vos de um livro lindo, espectacular, maravilhoso e encantador!!! Um livro que li depois do flop que foi para mim o The Raven Boys e que me fez ir ao céu e voltar.

Gostei mesmo muito.

Falo de "A Court of Thorns and Roses" da Sarah J. Maas (tenho quase a certeza de que este livro ainda não foi lançado aqui no nosso cantinho à beira-mar plantado, mas quando for penso que se chamará "Uma Corte de Espinhos e Rosas", como acontece na versão brasileira).

Pessoal, que LIVRO!! Sério. Para vos levantar um pouquinho o veu desta história sem vos estragar esta aventura com spoilers, posso dizer-vos que este livro é uma adaptação da história de "A Bela e o Monstro", este grande clássico da Disney com que a maior parte de nós cresceu. Confesso que nunca fui muito fã d' "A Bela e o Monstro" mas, bolas.... este livro foi qualquer coisa!


A história centra-se na Feyre, comum mortal, e no seu encontro de primeiro grau com um mundo de fantasia, com muitas fadas e outras criaturas sobrenaturais, em especial com o Tamlin. A Feyre, ao contrário da Belle, não sabe ler mas pinta muito bem e é uma eximia caçadora, até porque sempre foi ela que teve que sustentar a família. Mas eis que caça um amigo do Tamlin. Pois, já estão a ver a alhada em que se meteu, certo? (não considero esta parte spoiler visto que acontece tudo no 1º capítulo).

Posso dizer-nos que peguei no livro porque ia no metro aborrecida sem nada para ler e até o larguei quando cheguei a casa, mas deu-se a circunstância que ia ter um dia com entrevistas e esperas nas Finanças e DEVOREI este livro em poucas horas. Aliás, corri a Bertrand e a FNAC a ver se havia esta preciosidade em versão física (sniff, ainda não, ainda não) porque queria comprá-lo e fazer a coleção. Vá lá, pessoal, Topseller, Bertrand, Leya ou até mesmo vocês da Planeta.... para quando esta edição??

Eu quero falar mais das personagens, do Tamlin, da Feyre, do Lucien e do Rhys mas será muiiiiito spoiler para vocês, que ainda não leram esta relíquia, por isso, ide, ide. Vão comprar este livrinho, mesmo em inglês, em ebook, ou como preferirem mas vão. Não se vão arrepender.

(Palavra de pessoa que não costuma gostar de fantasia!)

Abaixo do corte, já sabem, spoilers. Não digam que não vos avisei :)

E como citação, aqui vos deixo:
"I was as unburdened as a piece of dandelion fluff, and he was the wind that stirred me about the world."



Oláaaa, spoilers!

Não me demorar muito por aqui, nem prender com promenores da história....vou falar de algo que todos falam: então mas a Feyre vai ficar com o Tamlin? Então mas e o Lucien? E o Rhys, vai ser mandado pró diabo que o carregue?

Claro que não sei a resposta a nenhuma destas coisas porque só li este livro e deverei saber o mesmo que vocês. Mas isso não quer dizer que não tenha muitas opiniões!!!!

Ao longo de (quase) todo o livro confesso que gostei do Tamlin, era atencioso e bondoso, um bocadinho condescendente mas sendo que a Feyre por vezes se passava da moleirinha, até era compreesível mas no final... sei lá, deixou algo a desejar. Tudo bem que podia ser para não atiçar a cobra da Amarantha mas bolas, nem uma ajudinha podia dar?? Nada de nada?? E quando se viu a sós com a Feyre pela primeira vez no covil, em vez de lhe dar dicas, de a ajudar, de falar com ela, a primeira coisa que faz é tentar despi-la quando sabe que na tinta ficará marcado se ele lhe tocar?? Pouco inteligente e gesto de quem não se preocupa assim tanto.


Sinceramente, quando acabei o livro fiquei a questionar-me se o amor do Tamlin pela Feyre era sequer real. Acho que ele viu nela alguém que podia quebrar a maldição e ao dizer-lhe que a amava, depois do Rhys ter revelado os pensamentos mais profundos da Feyre, pensou que ela o diria de volta. Claro, depois deu-se tudo o que sabemos e eles lá cavalgaram juntos rumo ao pôr-do-sol mas... não sei. Acho que este Tamlin ainda terá muito que provar.

Eu para mim, gosto mesmo é do Lucien e da Feyre! Até pode parecer estranho, até porque já ouvi uns zunzuns sobre o segundo livro mas aiii... o Lucien sempre fez tudo o que o Tamlin deveria fazer. Confiou na Feyre, não a deixou às escuras e sempre a ajudou quando precisava.

Até o Rhys o fez mais que o Tamlin. Enfim. Se não fosse a questão de embebedar a Feyre contra vontade todas as noites, teria gostado mais dele mas compreendo a história do Rhysand e até que gosto dele. Vamos ver o que nos reserva!

Sem comentários:

Enviar um comentário